Menu Superior Horizontal

  • E
  • D
  • C
  • B
  • A

ARTIGOS

terça-feira, 17 de outubro de 2017

ÁGUA MINERAL ZYGMUNT BAUMAN

Esta brincadeira com o pensador polonês expõe sua perspectiva sobre o mundo contemporâneo: a fluidez. A pós modernidade, para Bauman, é caracterizada pela destituição do que era sólido na modernidade, pelo fim de um conjunto de certezas e seguranças, que foram sendo substituídas por dúvidas, incertezas e adaptações.

A metáfora da água indica que, assim como o líquido, a vida na pós-modernidade não tem uma forma prévia e capaz de manter-se, independente da situação. A modernidade líquida, assim como a vida líquida, os amores líquidos, os medos líquidos e os tempos líquidos (todos nomes de obras deste pensador) são adaptáveis, fluidos, sem uma identidade fixa, caracterizados justamente pela mudança constante, pelo mal-estar e pela falta de segurança.


Dentro desta modernidade líquida, Bauman ainda apontou relações que não devem ser ignoradas. Para ele, essa pós-modernidade tem forte relação com o consumismo e as formas de consumir, bem como com a globalização e com a atual crise dos refugiados. Bauman é mais um dos pensadores do nosso tempo que nos ajudam a PENSAR FORA DA CAIXA. 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário