Menu Superior Horizontal

  • E
  • D
  • C
  • B
  • A

ARTIGOS

terça-feira, 17 de abril de 2012

REBELIÕES DA HISTÓRIA DO BRASIL


Para vocês, estudantes e visitantes do site, um resumão com as rebeliões que aparecem com mais frequência nas provas vestibulares do Brasil. 

Passe adiante.

Tenha História na Cabeça.






COLÔNIA

Rebeliões
Causas
Término
Beckman
A Companhia de comércio do Maranhão não entregava o número de escravos que deveria e os senhores de engenho enfrentavam  dificuldades para escravizar nativos devido a ação da Companhia de Jesus.
Enforcamento de Manuel Beckman e mais dois outros líderes do movimento. Fechamento da companhia geral de comércio.
Emboabas
Conflito pelo direito de exploração das jazidas de ouro em Minas Gerais.
Saída dos Bandeirantes paulistas da região em conflito rumo a outros locais.
Mascates
Conflito entre os senhores de engenho de Olinda e os comerciantes (mascates) de Recife. Estes reivindicavam a elevação ao status de vila.
Ascensão de Recife ao status de vila.
Vila Rica (ou Felipe dos Santos)
Estabelecimento de uma nova casa de fundição em Vila Rica.
Enforcamento e esquartejamento do líder do movimento: Felipe dos Santos.
Conjuração mineira
Intensificação da exploração sobre os mineiros e a ameaça da aplicação da derrama.
Todos os participantes foram condenados mas apenas Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes) recebeu a pena capital: enforcamento e posterior esquartejamento.
Conjuração baiana
Abuso de poder sobre os moradores da região. Composta por muitos membros dos grupos populares.
Severa punição aos participantes mais pobres do movimento.
Insurreição pernambucana
Alta cobrança de impostos; negligência da Corte no Rio de Janeiro.
Vários envolvidos presos e os líderes do movimento foram condenados à morte.


IMPÉRIO


Rebeliões
Causas
Término
PRIMEIRO IMPÉRIO
Confederação do Equador
Autoritarismo do imperador d. Pedro I ao outorgar a Constituição de 1824 e a alta cobrança de impostos
Execução de frei Caneca
PERÍODO REGENCIAL
Farroupilha
Cobrança de impostos mais altos sobre a charque produzida no Rio Grande do Sul e a luta política entre os farroupilhas e os “moderados”
Anistia a todos os envolvidos; liberdade para os escravizados que lutaram ao lado dos farroupilhas; integração de todos que lutaram no exército farroupilha nas tropas imperiais e no mesmo cargo.
Sabinada
Reação contra o autoritarismo dos regentes; reivindicavam a proclamação de uma república na Bahia até a maioridade de D. Pedro II.
Derrota dos revoltosos após reação das tropas imperiais com o apoio de fazendeiros.
Balaiada
Crise econômica que afetava a lavoura de algodão e os que dependiam dela; conflito político entre bem-te-vis e fazendeiros da região.
Morte dos participantes oriundos dos grupos mais populares.
Cabanagem
A miséria a qual eram submetidos os moradores da província do Pará; insatisfação dos fazendeiros da região com as barreiras alfandegárias aos seus produtos (cacau, peles etc.)
Derrota violenta dos cabanos.
SEGUNDO IMPÉRIO
Praieira
Conflitos políticos entre liberais moderados e praieiros; insatisfação da população menos abastada.
Derrota dos praieiros em menos de um ano.



REPÚBLICA



Rebeliões
Causas
Término
REPÚBLICA VELHA
Vacina
Ação de despejo dos moradores de cortiço do Rio de Janeiro; insatisfação da população menos abastada com a obrigatoriedade da vacinação contra varíola.
Ação violenta das tropas do corpo de bombeiros e da cavalaria;
Chibata
Maus tratos contra marinheiros no Rio de Janeiro; modernização desumanizadora da marinha.
Prisão de participantes e do líder João Cândido; abolição dos castigos físicos na marinha do Brasil.
Canudos
Desigualdades sociais, opressão de latifundiários.
Destruição do arraial de Canudos
Contestado
Situação de miséria a qual eram submetidos sertanejos da região entre Paraná e Santa Catarina (daí o nome da revolta) tanto por fazendeiros quanto por empresas estadunidenses ali estabelecidas.
Destruição da organização comunitária e perseguição dos sobreviventes que tentaram erguer novos núcleos.
Tenentistas
Corrupção na administração pública; o coronelismo.
Uma foi derrotada violentamente, sobrando apenas dois sobreviventes (revolta do forte de Copacabana); a Coluna Prestes encerrou suas atividades em território boliviano



ERA VARGAS
Intentona comunista
Fechamento da Aliança Nacional Libertadora; projeto de instalação do socialismo no Brasil.
Após alguns combates, foi derrotada e Luís Carlos Prestes, preso, com Olga Benário.
Intentona integralista
Fechamento da Ação Integralista Brasileira.
O movimento foi desbaratado.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário